Últimas Notícias

Pioneirismo de especialização em Ciências chega a região Agreste

Espaçamento+- ATamanho da fonte+- Imprimir essa notícia
Pioneirismo de especialização em Ciências chega a região Agreste
Notícias relacionadas

Conhecimento. Essa é a palavra que define a experiência vivida por professores do Agreste Pernambucano no curso Ciência é 10, promovido pelo Instituto Federal de Pernambuco (IFPE) no Polo em Santa Cruz do Capibaribe. O curso de especialização em ciências é resultado da ação de pesquisadores que buscam fazer apresentar aos alunos a possibilidade de entender a ciência de forma autônoma e critica a partir de experiências em sala de aula ou em ambientes externos.

“ O curso é um sonho realizado por toda a equipe elaboradora de uma especialização, que foi construída de maneira que atendesse a regionalidade dos formandos e apresentar uma estrutura diferente não por disciplina e sim por módulos. A cada período finalizado temos um projeto para apresentar as experiências vivenciadas com os alunos em sala de aula”, comenta a professora tutora, Kelma Galindo.

A especialização programada para início do ano de 2014, encontrou alguns entraves jurídicos que impediram o seu funcionamento. De acordo com o IFPE a medida foi tomada a fim de aguardar a disponibilização e o acesso aos materiais didáticos com relação aos direitos autorais. “ Foram longas noites de trabalho para rever todos o materiais e adequar as necessidades das propostas elaboradas para que fossem adaptadas e adequadas ao que a legislação solicita após uma auditoria jurídica”, informou a coordenadora geral do projeto, Ducinei Garcia, doutora em Física pela Universidade Federal de São Carlos.

O projeto piloto conhecido como ‘Ciência é 10 (C-10)’ teve a concepção para ensino a distância através da plataforma Moodle. “ Todo o repositório é disponibilizado de consulta e material estão disponíveis on-line para os alunos. Outra novidade é que separamos os conteúdos por eixos temáticos que facilitam as propostas de estudo”, comenta Ducinei.

A primeira etapa do curso culminou com a apresentação das experiências selecionadas com as temáticas escolhidas pelos professores, sendo aplicadas em sala de aula. “ Ficamos felizes com esse resultado, sabendo que estamos no caminho certo. Formando professores voltados para o ensino por investigação e experimentação. Validando o processo de ensino aprendizagem permitindo aos alunos a reflexão sobre o conhecimento cientifico, desenvolvimento do senso crítico e em tomada de decisões”, finaliza Garcia.

PROJETO

O projeto piloto foi disponibilizado para outras universidades em todo o Brasil. O IFPE é a primeira instituição a oferecer o curso. A partir das experiências relatadas será elaborado um relatório para a Capes, que fará a avaliação e prospecção para ampliação do curso. O curso tem a duração de 18 meses,  sendo oferecido de forma gratuita.

por Anderson Morais

Educação

Projeto “O Teatro vai à Escola” retrata tradições juninas em Caruaru

Projeto “O Teatro vai à Escola” retrata tradições juninas em Caruaru

A sexta edição do projeto "O Teatro vai à Escola" retratará as tradições juninas em Caruaru. A ação terá início nesta segunda-feira (12), na Escola de Tempo Integral Professor Altair [...]

Capa da Semana

Publicidade

Facebook

Curta nossa FanPage

Publicidade