Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

 

 

O tempo Agora

próximos dias

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


A idéia de fazer um novo jornal impresso em Caruaru, surgiu de um encontro entre o economista Alexandre Ferraz, ex-diretor do extinto Jornal Visão, com dois ex-funcionários também do mesmo Jornal, o jornalista Ricardo Perrier e o fotógrafo Flávio José. Depois de formatado o projeto, foi convidado para integrar-se à equipe de sócios proprietários, o comunicador Júnior Almeida. Em 20 de setembro de 2001, Caruaru foi então presenteada com o Jornal Extra do Agreste, o primeiro periódico colorido da história da cidade.

Em 2004, o jornalista Ricardo Perrier e o fotógrafo Flávio José saíram da sociedade, e passaram a atuar como funcionários. Juntando-se aos sócios chegou a contabilista, Nalinge Ferraz. No final do ano seguinte, Júnior Almeida também saiu do grupo para assumir outros negócios. Em maio de 2006, era formada oficialmente, uma nova sociedade composta por Milton Santana, diretor da A-SIM Comunicação, Ivan Feitosa, diretor da Rádio Liberdade, juntamente com Alexandre Ferraz.

Após uma pesquisa de mercado para saber o desejo do leitor como público consumidor de um novo jornal, começou a ser pensada em maio de 2006 a nova formatação do periódico. O nome Agreste sairia para dar lugar a Pernambuco – indicando a perspectiva de torná-lo regional, para que ele fosse lido em outras cidades além da Capital do Agreste.

“Um novo jeito de ler o mundo”. Com este slogan e o conceito de regionalizar a notícia e torná-la mais analítica, chegou às bancas em sete de julho de 2006 o Jornal Extra de Pernambuco. Um projeto arrojado, que transformava o Extra do Agreste em um jornal de maior porte, com quatro cadernos e 32 páginas, passando do modelo tablóide para ‘stander’, de novo layout e um formato usual do tamanho dos grandes jornais impressos de circulação estadual. O periódico chegou com uma nova concepção, não apenas de imagem, mas também de conteúdo, além de uma linha editorial focada na valorização e nas perspectivas de crescimento e desenvolvimento de Caruaru e região.

O jornal foi transformado em uma revista de variedades que pudesse atender a todos os tipos de público independente de sua condição social ou faixa etária. Foram criadas novas editorias, e foram buscadas dentro do universo acadêmico pessoas especializadas em suas áreas que pudessem fazer um ‘link’ de sua coluna com a matéria principal de cada editoria, tornando as matérias vinculadas às colunas.

“Nossa intenção foi fazer um jornal onde o leitor pudesse se aprofundar num fato e fosse capaz também de interpretá-lo. Com esta proposta o jornal acabou tendo uma característica de um texto de revista”, frisa o idealizador do projeto Extra de Pernambuco e atual diretor de jornalismo do periódico, o jornalista Carlos Tanouss.

Em novembro de 2006, foi somado ao quadro de proprietários do Jornal Extra, o outro diretor da A-Sim Comunicação, Astrogildo Santos. Mas o grande avanço no projeto Extra aconteceu em maio de 2007, quando foi implantada a primeira sucursal do periódico na cidade de Garanhuns. Um projeto piloto feito com a intenção de valorizar a região e também a mão de obra local dos profissionais de comunicação. “Nossa intenção é implantar sucursais também em outros municípios, fortalecendo a missão de levar informação para o restante do estado”, destaca Alexandre Ferraz, que também pontua que o próximo passo é mudar a periodicidade do jornal de semanal, para bi-semanal. A sociedade foi desfeita em novembro de 2007, ficando à frente do periódico Alexandre Ferraz.

O Jornal Extra de Pernambuco lançou no dia oito de março de 2008, um novo projeto gráfico. A partir de estudos e visualizando mudanças necessárias foram elaborados importantes ajustes com a finalidade de proporcionar uma leitura mais agradável, mantendo também o compromisso da modernidade permanente com a proposta de aproximar mais o jornal impresso do formato web, seguindo uma tendência do mercado mundial.

Tornando a leitura mais prazerosa e dinâmica. O novo jornal busca atender as necessidades do leitor. O jornal ganha também novos colunistas e editorias, uma delas a “fala, povo!”, que abre espaço para a população publicar textos e fotos sobre os problemas e temas relevantes de suas comunidades.

A evolução de Caruaru nos últimos tempos é gritante. A cidade recebe um público cada vez maior, decorrente de seu crescimento econômico, educacional e cultural. Um jornal local tem quase que por obrigação acompanhar e se adequar a esse desenvolvimento, oferecendo atrativos que despertem interesses através do que se noticia. Sempre buscamos agregar mais valores ao nosso veículo com informação coesa e leitura agradável”, finalizou o diretor-presidente, Alexandre Ferraz.

0 Comments

Sem comentários Essa notícia ainda não tem comentários.

Ninguém ainda deixou um comentário!

mas você pode ser o primeiro a deixar um comentário !

Apenas usuários registrados podem comentar.

Publicidade

Enquete

O que você achou da programação do São João de Caruaru?

Ver Resultados

Loading ... Loading ...

    Capa da Semana

    Publicidade

    Facebook

    Curta nossa FanPage

    Clima

     

     

    O tempo Agora

    próximos dias

     

     

     

     

     

     

     

     

     

     

     

     

    WordPress database error: [Duplicate entry '8388607' for key 'id']
    INSERT INTO `clm_wassup_tmp` (`wassup_id`,`timestamp`,`ip`,`hostname`,`urlrequested`,`agent`,`referrer`,`search`,`searchpage`,`searchengine`,`os`,`browser`,`language`,`screen_res`,`spider`,`feed`,`username`,`comment_author`,`spam`,`url_wpid`) VALUES ('3de85c41883ba9b27a18fde6ae9e0ab9','1409447628','174.129.162.75','ec2-174-129-162-75.compute-1.amazonaws.com','/portal/o-jornal/','CCBot/2.0 (http://commoncrawl.org/faq/)','','','0','','','','us','','CCBot','','','',0,'15')